Booking.com

Essa vai para os amantes de natureza e aventura: que tal incluir mais esse destino em seu próximo roteiro para 2016? Sabiam que a Irlanda tem algumas das mais encantadoras trilhas de trekking e hiking?
Caminhar por vilarejos, atravessar rios, acampar em uma linda um floresta deserta… esta pode ser uma experiência única! Além do mais, por ser uma prática muito comum no verão irlandês, é bem provável que na sua caminhada, você conheça outras pessoas, dos mais diferentes estilos e idades, e aprenda um pouco mais sobre a cultura dessa linda ilha.
Agora prepare a barraca, arrume o mochilão e se liga só nas opções que listamos:

 

  • Kerry Way

Com mais de 200 km de trilha passando por entre vilarejos e muitos castelos, esse trajeto é um dos mais longos e mesmo assim um dos mais populares entre os irlandeses e os turistas. O percurso começa e acaba na turística cidade de Killarney, sendo seu trajeto circular (por isso ele é conhecido também como ‘Ring of Kerry’). Maiores informações você encontra aqui no site oficial.
Trajeto da caminhada.
Trajeto da caminhada.
The Kerry Way_1
Credit: Rob Burke
The Kerry Way_2
Credito: Espresso Addict
The Kerry Way_3
Credit: Andrew Hurley

 

  • Beara Way,  Kerry

Também com mais de 200 km, o caminho contorna a península de Beara, começando e terminando na cidade de Glengarriff, no condado de Cork. Normalmente, pode-se fazer o percurso completo em 9 dias de caminhada. Informações adicionais você encontra aqui!
O percuso.
O percuso.
The Beara Way_2
Credit: Nigel Cox
The Beara Way_1
Credit: Nigel Cox
The Beara Way_3
Credit: Nigel Cox

 

  • Wicklow Way

 Sem dúvida alguma esse trekking é um dos mais famosos, ao menos na capital irlandesa, Dublin. Pelo trajeto se iniciar dentro da cidade, no famoso Marlay Park, é possível de se ver, independente do dia, mas principalmente no verão, muitos turistas e até mesmo moradores, iniciando sua aventura neste sensacional percurso de 127 km, que leva em torno de 7 dias para a conclusão. Diferentemente da maioria, este é um trajeto linear, e seu final é na cidade de Clonegal, no condado de Carlow. Mais informações e dicas você encontra aqui.

Percurso.

Wicklow Way Glendalough
Credit: Joe King
Wicklow Way Lugnaquilla
Credit: Joe King
The Wicklow Way_3
Credit: David Quinn

 

  • Connemara Way, Galway

Relativamente pequeno, se comparado com os outros trajetos, o Connemara Way, conhecido também por “The Western Way”, possui 77 km, mas recomenda-se levar em torno de 10 dias para completá-lo; partindo de Oughterard, no condado de Galway, e terminando em  Westport, no condado de Mayo. Essa região, além de abrigar o lago Lough Corrib, o segundo maior da Irlanda, é repleta de montanhas dos mais variados tamanhos, compondo uma das paisagem mais sensacionais da ilha. Mais informações e detalhes desse percurso, vocês encontram no site oficial.
5
Connemara Way1
Credit: Michal Osmenda
Connemara Way2
Credit: Michal Osmenda
Connemara Way4
Credit: Ap jen

 

  • Dingle Way

Situado no sudeste da ilha, essa trilha contorna a belíssima península de Dingle, no condado de Kerry, começando e terminando na cidade de Tralee. O percurso inteiro possui 179 km e pode ser completado entre 8 e 10 dias. O site oficial do percurso, para maiores informações é esse!

4

The Dingle Way_11
Credit: Pam Brophy
The Dingle Way_1
Credit: Marcus Meissner (www.flickr.com/photos/marcusmeissner)
The Dingle Way_2
Credit: Peter Mooney (www.flickr.com/photos/peterm7)

 

  • Sheeps Head Way, Cork

Localizado em uma das penínsulas mais estreitas da Irlanda, que se estende em direção ao Oceano Atlântico, esse trajeto completo possui mais de 150 km e pode ser completado em até 8 dias, começando em Bantry, condado de Cork, e contornando toda a margem norte da península. O site oficial é esse.

6

The Sheeps Head Wa_1
Credit: Andrew Wood
The Sheeps Head Wa_3
Credit: David J Yates
The Sheeps Head Wa_2
Credit: Graham Horn

E ai? Mochilão pronto? Já fizeram alguma dessas trilhas? Se sim, compartilhe sua experiência conosco!

 

 

COMPARTILHE
Artigo anteriorAs 10 melhores fotografias de 2015
Próximo artigoComo fazer light painting com a GoPro - Dicas e passo a passo
Engenheiro por formação, viajante por paixão, e fotógrafo. Amante de Guinness (e de Paulaner, e Franziskaner, e Hofbrau, e Shipyard... enfim, de qualquer boa cerveja). Colecionador de máscaras artesanais e de trekkings épicos. Numa sexta-feira de carnaval resolveu que não iria mais odiar as segundas-feira. Nem as terças, nem as quartas, tampouco as quintas. E decretou feriado anual. Foi para a Irlanda, estudou. Na Alemanha, se embebedou. Na Holanda, ainda não se lembrou. Em Paris..bem, Paris odiou. E pela Itália engordou e se apaixonou. E viu que a vida vai muito além de seu quintal. Aliás, O MUNDO é o seu quintal.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA