Booking.com
Castelos, lagos, cisnes, carruagens, floresta... Em Füssen é assim. A pequena cidade de pouco mais de 14.000 habitantes no sul da Alemanhã inspira um ar romântico que parece ter saído de dentro de um dos clássico de Charles Perrault, ou dos irmãos Grimm. E não importa quão longe da infância você esteja, é impossível caminhar por suas ruas e floresta e não se sentir dentro de um conto de fadas. É como se a qualquer momento pudéssemos nos deparar com Chapeuzinho Vermelho contarolando em meio as árvores, ou tropeçar em algum dos sete anões, ou mesmo chegar aos pés do castelo e reparar que lá em cima está Rapunzel. E não, não é exagero, eu garanto. Não é à toa que até o mestre dos contos de fadas Walt Disney se rendeu aos encantos do lugar. Foi em uma visita ao castelo de Neuschwanstein que o pai do Mickey encontrou a inspiração que faltava para desenhar o castelo da Cinderela, que hoje fica no coração do Magic Kingdom, na Disneyland.
Vista aerea da cidade de Füssen, com o castelo de mais a frente e o castelo de ao fundo. Image credits: website.
Vista aerea da cidade de Füssen, com o castelo de Neuschwanstein em destaque, mais a frente, e o castelo de Hohenschwangau ao fundo. Image credits: website.
Image credits: Lauro Tadei Neto
Vista da ponte Marienbrücke. Image credits: Lauro Tadei Neto
Image credits: Lauro Tadei Neto
Caminho em meio a floresta até a chegada no Neuschwanstein. Image credits: Lauro Tadei Neto
Construído a mando do excêntrico Rei Ludwig II da Baviera, o castelo e seu interior é uma referência (e de certa forma uma homenagem), a 'Cavaleiro do Cisne', Lohengrin, da ópera do compositor alemão Richard Wagner, de quem o rei era fã e amigo. O próprio nome Neuschwanstein significa 'novo cisne de pedra'. E apesar da inspiração vir do século XIII, o castelo era extremamente moderno para a época em que foi constuído, e ficou famoso por ditar grandes avanços da arquitetura alemã do século XIX, como o uso de água corrente encanada, eletricidade e estrutura de calefação.
Seus aposentos, com inspiração no estilo gótico e detalhes que referenciam as óperas de Wagner. Credits: website
O chamado 'Salão dos Cantores', com excelente acústica e inspiração no salão de festas do castelo de Wartburg. Credits: website.
O chamado 'Salão dos Cantores', com excelente acústica e inspiração no salão de festas do castelo de Wartburg. Credits: website.
Sala do trono de dois andares com vista a partir do próprio trono. Credits:
Sala do trono de dois andares com vista a partir do próprio trono. Credits: website
Neuschwanstein era uma verdadeira obra de arte da arquitetura romântica, que se contrastava perfeitamente com a vida caótica e dramática de seu rei. Ludwig II, que tristemente acabou conhecido como 'Mad Ludwig', assumiu o trono ainda jovem, aos 18 anos de idade. Após a morte do pai, o Rei Maximilliano, o jovem monarca, que nunca teve afinidade com a mãe, a Princesa Maria da Prússia, tampouco com os assuntos do reino, mas que desde cedo se mostrou um amante das artes e da arquitetura, resolveu dar início a construção de mais um de seus caprichos. O jovem rei, que viveu sua infância e adolescência no castelo de Hohenschwangau, construído pelo pai, arquitetou Neuschwanstein depois de um dia observar pela vista de seu quarto, que havia, numa encosta próxima, uma pedra proeminente ao lado de um desfiladeiro, que segundo ele, seria perfeita para a contrução de seu castelo. Um castelo imponente, que serviria como uma espécie de refúgio, o seu lugar, longe de todos. E assim se iniciaram as obras, em 1869. Entretanto, a sequência de gastos descontrolados com suas excentricidades, além de sua personalidade um tanto peculiar, fizeram com que o rei fosse declarado insano, deposto do cargo e preso no castelo de Berg, em 1886. Dias depois, ele foi encontrado morto no Lago Starnberger, junto com von Gudden, o psiquiatra que o atestou como louco, sem nunca o ter examinado. Até hoje não se sabe as causas de sua morte, somente que ele se foi antes mesmo que Neuschwanstein estivesse concluído. Ludwig residiu lá por apenas seis meses.
5
Castelo de Hohenschwangau, residência de Ludwig antes da construção do Neuschwanstein. Image credits: Lauro Tadei Neto.
Image credits: Lauro Tadei Neto
Detalhe castelo Neuschwanstein. Image credits: Lauro Tadei Neto
Image credits: Lauro Tadei Neto
Image credits: Lauro Tadei Neto
Image credits: Lauro Tadei Neto
Image credits: Lauro Tadei Neto
A verdade é que Neuschwanstein não parece ter sido construído, parece que ele nasceu ali, no meio dos desfiladeiros, e sem nenhuma intervenção humana, ele cresceu, e hoje se impõe, como uma fortaleza, em cima da rocha mais alta,com seus muros imensos, guardando em seu interior algo que só ele e seu rei criador sabem ao certo o que é. E junto com seu companheiro Hohenschwangau – que apesar de menos popular, nada perde em termos de beleza –, formam um conjunto imponente, que se contrasta com a delicadeza de Füssen e do lago Alpsee aos seus pés. E eles parecem sempre conversar. Em qualquer um dos castelos que você esteja, você sempre terá uma vista linda do outro. E do lago você consegue ver os dois castelos, ali, um de cada lado, como se eles o guardassem, como se protegessem suas águas cristalinas e os cisnes que, delicadamente, ali nadam. Além disso tudo, à proximidade de Füssen com a fronteira, nos traz a vista dos alpes austríacos ao fundo como a cereja do bolo. A vista é mesmo de tirar o fôlego e encantar qualquer um.
7
Vista da frente do Neuschwanstein. Lá em baixo é possível ver o castelo de Hohenschwangau e o lago Alpsee. Image credits: Lauro Tadei Neto
Lago Alpsee. Image Credits: Bruna Singaretti Fernandes
Lago Alpsee. Image Credits: Bruna Singaretti
De uma singeleza e ao mesmo tempo de uma exuberância que encantam, Neuschwanstein guarda ainda um pouco da excentricidade de seu criador e da simplicidade de povo. Um presente do século XIX, mas que, com certeza, encanta até hoje. Se você é, assim como eu, um apaixonado por cenários românticos medievais, você vai ficar encantado. Se não o é, suponho que vá ficar mesmo assim. É simplesmente impossível não se render aos encantos de Füssen e seus castelos. E para quem vai, ou já está na região de Munich e pretende conhecer esse lugar incrível, listei aqui algumas dicas que acredito que irão fazer a diferença para que vocês possam ter um ótimo passeio, sem nenhum contratempo.  

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA